Como escolher um notebook

Escolher um bom notebook não é uma tarefa fácil, hoje vamos mostrar alguns conceitos básicos e um pouco mais complexos de como escolher seu notebook de maneira correta. Para isso, vamos usar alguns conceitos como configurações e preço, ou seja, o custo/benefício tem que prevalecer na hora da escolha, além disso, há outros inúmeros fatores que devemos levar em consideração.

O básico do básico

O notebook nada mais é do que um verdadeiro computador portátil, e como tal, ele dever ter os mesmos requisitos de uma CPU convencional. No caso, é exigida memória RAM, processador, teclado ABNT, entre outros periféricos essenciais.

A placa de vídeos e a webcam são funções não exigidas, portanto fica a critério do fabricante atribuí-los ou não, mas de um modo geral, quase não existem notebooks no mercado que não venham com essas funções.

Fabricante

Muitas das vezes as pessoas optam pelo preço e se esquecem de analisar a reputação dos fabricantes de notebooks, e, diga-se de passagem, as que oferecem mais facilidade de preço são as que menos oferecem produto de qualidade.

Por isso, antes de comprar um bom notebook, é preciso verificar se a marca é confiável e se oferece produtos de boa desenvoltura, neste caso, nunca troque gato por lebre, é melhor investir um pouco mais e adquirir um ótimo dispositivo.

Necessidade de consumo – Hardware – Custo/benefício

Esta é uma etapa muito importante, trata-se da escolha do notebook baseada na sua necessidade de uso. Caso você queira um notebook para realizar funções básicas de escritório, por exemplo, você pode optar por um modelo mais simples.

Os gadgets mais básicos, possuem em média, 2 GB de memória de RAM, e processador Dual Core, ou qualquer outro que  contenha 2 núcleos. Esses custam em média de R$ 799 a R$ 1299 reais, podendo variar as configurações de memória RAM.

Para funções um pouco mais complexas, existe os notebooks com configurações médias. Esses notebooks podem realizar funções específicas como rodar alguns programas mais avançados, rodar softwares de edição de fotos, e rodam ainda algumas outras aplicações mais avançadas e que exigem um pouco mais de poder de processamento.

Esses notebooks possuem em média 4 a 6 GB de memória, e processador core i3 ou core i5, além de uma boa placa de vídeo que possa atender às necessidades de quem usa constantemente a parte gráfica de um notebook, o preço dessa categoria de notebooks é de R$ 1400 a R$ 1999 reais.

Para quem gosta de eficiência, existem notebooks com altas configurações de hardware, são dispositivos para realizar  funções pesadas e que exijam muito desempenho; como por exemplo edição de vídeos, jogos em HD (notebook gamer), e muito mais.

Estes notebooks potentes apresentam em média de 8 a 16 GB de memória RAM, processador core i7 com 4 núcleos, placa de vídeo de última geração, tela em Full HD, e outras características únicas.

Com todo esse hardware potente, o preço não poderia ser baixo, notebooks com essas funções, custa em torno de R$ 2.000 a R$ 3.000, passou desse valor, aí já é ultrabook. Os ultrabooks chegam a custar até R$ 5.500 reais.

Tela

A tela de um notebook conta e muito na hora da escolha , por isso, aconselhamos que você verifique se há distorções das imagens ao olhar o notebook de diferentes ângulos, no caso, peça ao gerente da loja para fazer um teste antes de adquirir o produto.

O tamanho também é essencial para uma boa visualização do conteúdo, mas como há gosto pra tudo, você pode optar ou não por uma tela maior, na maioria dos casos, é aconselhável obter um notebook com tela um pouco mais superior, mas tudo é critério.

Bateria-  Armazenamento-  Driver cd/dvd

A bateria dos notebooks tem se tornado um fator de muita decepção, isso porque as empresas afirmam que seus dispositivos vão oferecer um determinado tempo de carga, mas na real isso não acontece, por isso, a melhor coisa a se fazer  é pesquisar.

O armazenamento também é um fator crucial, principalmente se você gosta de baixar diversos arquivos e guardá-los no seu notebook. Por isso, esteja atento a este aspecto, pois na maioria dos casos, os notebooks oferecem pouco espaço no HD.

Por fim, um bom notebook tem que ter um bom leitor e gravador de DVD, por mais que este seja um requisito básico, existe ainda alguns notebooks no mercado que não oferecem essa opção, geralmente são mais netbooks do que os próprios notebooks.

Conclusão

Vimos que tem vários caminhos para se escolher um bom notebook, devemos ressaltar que apesar de tudo, o fator que se deve ter mais atenção é o custo/benefício, unificado com sua necessidade de uso.

Comprar um dispositivo para realizar uma determinada função é algo que tem que ser visto e revisto, levando em consideração o que ele te oferece e o quanto custa. Com tudo, não aconselhamos que você se iluda com o preço de alguns gadgets, pois na maioria das vezes, são produtos de péssima qualidade e durabilidade; com todas essas informações em mãos, sua missão agora é fazer uma boa pesquisa de preços.

Escrito por: Vagner Carvalho